Notícias

Ministro da Saúde afirma que estados receberão vacina simultaneamente

Postado dia 28/12/2020

Ministro da Saúde afirma que estados receberão vacina simultaneamente

O ministro Pazuello ainda garantiu que a vacina será voluntária e disponibilizada de forma gratuita

Em entrevista ao programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que todos os estados devem receber a vacina simultaneamente, dentro da sua proporcionalidade. A previsão do Ministério da Saúde é que 24,7 milhões de doses de vacinas estejam disponíveis em janeiro, porém a vacinação em massa deve começar somente em fevereiro. 

O ministro ainda garantiu que a vacina será voluntária e disponibilizada, de forma gratuita, nas salas de vacinação em cada município. 

Grupos prioritários 

A expectativa de Pazuello é que alguns grupos prioritários comecem a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 no final de janeiro. Segundo o ministro, a vacinação da população em geral deve começar cerca de quatro meses após o término da imunização dos grupos prioritários.

Segundo o Plano Nacional de Imunização, nas primeiras fases serão vacinados grupos específicos, como trabalhadores da saúde, idosos, pessoas com comorbidades, profissionais de segurança, indígenas e quilombolas.

Pazuello explicou que o ministério provavelmente vai receber mais de um tipo de imunizante, mas as pessoas receberão as duas doses da vacina de um mesmo laboratório, até porque são de tecnologias diferentes. 

 

*Com informações  de O Alto Uruguai

Imagem: Reprodução/Google

 

Martinho
Francisco.

Saiba mais sobre o apresentador

Ir para o site

Programa Eu Sou do Sul