Notícias

Estiagem: Sobe para 25 o número de municípios em situação de emergência

Postado dia 17/11/2020

Estiagem: Sobe para 25 o número de municípios em situação de emergência

Mais nove municípios abrangidos pela Coordenadoria Regional de Defesa Civil de Frederico Westphalen decretaram situação de emergência em virtude do estresse hídrico

Os municípios abrangidos pela Coordenadoria Regional de Defesa Civil de Frederico Westphalen seguem buscando alternativas para driblar a falta de chuva. Conforme o major Alexandre Moreira Pereira, que responde pela Regional, mais nove municípios decretaram situação de emergência na última semana em virtude da estiagem – levantamento realizado pela reportagem da Novo Rural na manhã desta segunda-feira, dia 16 de novembro. 

Os municípios são Liberato Salzano, Barra do Guarita, Taquaruçu do Sul, Cristal do Sul, Trindade do Sul, Três Passos, Tiradentes do Sul, Vicente Dutra e Ametista do Sul. 

Confira os outros municípios em situação de emergência (clique aqui)

Perdas de até 80% no cultura do milho em Ametista do Sul

O engenheiro-agrônomo e extensionista rural Jardel Casaril, da Emater/RS-Ascar, revela que em Ametista do Sul/RS a fruticultura está enfrentando grandes perdas, principalmente na citricultura em que está ocorrendo aborto dos frutos verdes. Outra cultura atingida é a uva em que está ocorrendo mal formação dos cachos e frutos, além da queda prematura dos grãos. Já na produção leiteira, estima-se uma redução de mais de 50% na produtividade. 

Com a fase reprodutiva afetada, a cultura do milho deve registrar perdas acima de 80% em algumas áreas, conforme relata Casaril.

– Nas lavouras de milho que estão na fase vegetativa as perdas poderão ser ainda maiores caso não chova – destaca o engenheiro-agrônomo.

O Poder Público, juntamente com a Emater/RS-Ascar, está auxiliando os produtores com a abertura de bebedouros, fornecimento de água em algumas localidades, além de fomentar a instalação de sistemas de irrigação e cisternas.

– É preciso também fazer uso consciente da água para minimizar as perdas e garantir a produção para as próximas safras – alerta Casaril.

La Niña persiste até 2021

Também em situação de emergência, o município de Taquaruçu do Sul/RS sente os impactos do estresse hídrico. Segundo o engenheiro-agrônomo e extensionista rural Mateus Cargnin, da Emater/RS-Ascar, tanto o milho grão e o para silagem estão sendo afetados e, como consequência, estão impactando a bovinocultura de leite. Além disso, o engenheiro-agrônomo conta que muitos produtores estão atrasando o plantio da soja em virtude da falta de umidade no solo. Outra cultura afetada é a do tabaco.

– O tabaco não chegou a morrer com a estiagem, mas não se desenvolveu e terá uma baixa produtividade – estima Cargnin.    

Cargnin reforça, ainda, que a situação é crítica mesmo que tenha sido amenizada pela chuva da última semana. 

– Há previsão de intensificação do La Niña. O retorno das chuvas é esperado a partir do dia 15 de janeiro – destaca.

Na região de Passo Fundo, não há municípios em situação de emergência

Conforme a Coordenadoria Regional de Proteção e Defesa Civil de Passo Fundo, nenhum dos 76 municípios abrangidos pela Regional decretou situação de emergência em virtude da estiagem até a sexta-feira, dia 13 de novembro.

– Acreditamos que, em se confirmando o prognóstico de pouca chuva para a segunda quinzena de novembro e o mês de dezembro, algum município da nossa região sentirá um maior impacto pela falta de água, podendo assim, após análise técnica, decretar a situação de emergência – enfatiza o major Ricardo Mattei Santos, que responde pela Regional.

 

 Fonte: Samuel Agazzi, com supervisão de Rafaela Rodrigues/ Novo Rural

 

Martinho
Francisco.

Saiba mais sobre o apresentador

Ir para o site

Programa Eu Sou do Sul