Notícias

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG projeta aplicar R$ 1,8 milhão no Fundo de Desenvolvimento Regional

Postado dia 11/02/2020

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG projeta aplicar R$ 1,8 milhão no Fundo de Desenvolvimento Regional

Entidades públicas e privadas, com ou sem fins lucrativos, interessadas em cadastrar projetos para ter acesso aos recursos do Fundo, devem realizar inscrições até o dia 31 de maio

O Fundo Filantrópico de Incentivo a Projetos de Desenvolvimento Regional foi criado pela Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG em atendimento aos princípios e valores do cooperativismo. A finalidade é contribuir com o desenvolvimento econômico, social e ambiental na área de atuação da cooperativa, por meio de apoio a iniciativas promovidas por entidades públicas e privadas, com ou sem fins lucrativos.

Para 2020, a proposta de aplicação de recursos a esta finalidade é mais de R$ 1,8 milhão. Conforme a presidente Angelita Marisa Cadoná, isso significa dobrar o valor que foi disponibilizado em 2019, que alcançou R$ 960 mil, contemplando 100 projetos. “Queremos investir em ações que estimulem o empreendedorismo e o desenvolvimento local dos municípios em que a cooperativa está presente, transformando realidades. Para isso, o aprimoramento do conhecimento será a base de sustentação do nosso relacionamento para que possamos entregar a essência da cooperativa que é desenvolver pessoas, agregar na geração de renda e melhoria na qualidade de vida”, frisa a presidente.

O período de cadastramento de novos projetos está aberto e segue até 31 de maio, através do site sicredialtouruguai.com.br, que disponibiliza o regulamento completo para consulta de informações.

Datas importantes 

Inscrição: 1º de fevereiro até 31 de maio de 2020
Análise e avaliação: 1° de junho até 30 de junho de 2020
Resultado: 1º de julho até 30 de julho de 2020
Execução: Até 30 de novembro de 2020
Prestação de contas: Até 30 dias, após a conclusão do projeto

Segmentação dos projetos

- Estímulo ao empreendedorismo e inovação: aprimoramento da qualificação técnica, propiciando o desenvolvimento econômico e social, por meio de iniciativas que estimulem o empreendedorismo, inovação, geração de emprego e renda

- Ambientais: promoção da educação ambiental e/ou recuperação da fauna e flora

- Educação, formação e sucessão: projetos e/ou iniciativas que promovam o desenvolvimento profissional e humano, assim como a formação de lideranças nos empreendimentos familiares, empresariais e associativos

 - Intercooperação e associativismo: ajuda mútua entre entidades associativas norteadas pelos princípios e valores do cooperativismo.

 

Com informações de Novo Rural

Martinho
Francisco.

Saiba mais sobre o apresentador

Ir para o site

Programa Eu Sou do Sul