Notícias

Em caso raro, bezerro nasce com duas cabeças em Ametista do Sul

Postado dia 14/08/2019

Em caso raro, bezerro nasce com duas cabeças em Ametista do Sul

Normalmente, um animal que nasce nessas condições não sobrevive por muitos dias.

Um bezerro com duas cabeças nascido em uma propriedade rural de Ametista do Sul chamou a atenção dos agricultores na terça-feira, 13. O animal com a anomalia nasceu pela parte da manhã. 

Dona Noeli dos Santos contou ao repórter Josias Marques que seu filho Valmir Lopes dos Santos encontrou o animal, que havia nascido em parto normal, porém, percebeu que tinha formação de duas cabeças, com olhos, narizes e bocas.  A vaca está bem. 

De acordo com veterinários, casos como esse são raros. Principalmente pelo bezerro ter nascido vivo. A anomalia pode ser causada por erro na divisão embrionária, ou por uma separação incompleta no caso da gestação de gêmeos univitelinos. 

Na maioria das vezes, o animal com duas cabeças não sobrevive por mais que algumas horas ou semanas, por conta da dificuldade de se alimentar ou pela existência de outras anomalias em órgãos internos.

 

 

Com informações de Infoco/RS

Martinho
Francisco.

Saiba mais sobre o apresentador

Ir para o site

Programa Eu Sou do Sul